O carnaval é feriado no Rio Grande do Norte? Descubra aqui


São Paulo do Potengi

  1. DeniseMoreiradeSouzaOliveira em Sábado de Carnaval em Extremoz será de Cortejo AfroÓtima iniciativa se a festa do povo, o povo tem que ir às ruas
  2. Jocsa em Assembleia de Deus de Extremoz vem se transformando em palco políticoPelo amor de Deus… Me poupe!!! Quando era na Época das eleições presidencial quem votasse na esquerda era DISCIPLINADO! Agora…
  3. Irmã Lúcia em Assembleia de Deus de Extremoz vem se transformando em palco políticoMentira de quem está falando do pastor Arlindo desde que eu conheci o pastor nunca vim ele fala em polica…
  4. JURANDIR em “Estamos focados a tratar dos problemas que afetam nosso povo”Com fé em Deus e o capitão Vinícius na prefeitura de Extremoz, a cidade será administrada de verdade, acredito no…
  5. Mercia Matias em “Estamos focados a tratar dos problemas que afetam nosso povo”Esse é o meu futuro prefeito, confio e respeito

Com a proximidade do carnaval, a programação já planejada, fantasias e make apostos para aproveitar a folia, surge a tradicional dúvida: o carnaval é considerado feriado no estado?

Foliões, nossa notícia não é boa…

A resposta é não. O carnaval não é oficialmente reconhecido como feriado nem a nível nacional nem estadual no RN. Entretanto, tanto a Prefeitura de Natal quanto o Governo do Rio Grande do Norte decretaram ponto facultativo nos dias 12 e 13 de fevereiro deste ano, segunda e terça-feira de carnaval. Na quarta-feira de cinzas, o ponto facultativo se estende até às 14h.

Para os servidores federais, o mesmo se aplica, de acordo com informações do Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos (MGI).

O que significa ponto facultativo?

Nos dias de ponto facultativo, os funcionários públicos são dispensados do trabalho sem prejuízo em sua remuneração. Essa medida é adotada em dias úteis de trabalho, geralmente entre feriados e fins de semana.

Já no setor privado, cabe aos empregadores a decisão de conceder folga ou não aos funcionários em dias de ponto facultativo. Ao contrário dos feriados, o decreto não obriga as empresas a liberarem seus empregados.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *